segunda-feira, 2 de maio de 2011

Demodê

O sentimento que nos une 
É comparado à flor.
Num dia linda e colorida
Noutro murcha e desbotada.
É assim o nosso amor.
Mas não lamento
Porque em toda flor há beleza,
Ainda que esteja morta, seca
Escondida entre as páginas
De um livro qualquer.
E se falo de flores
É porque gosto de natureza
E vejo em ti a árvore
Mais bonita do meu jardim.
Regada com amor e desejo,
Quero que sejas verde
Do princípio ao FIM.                                                                                                                               A flor da manhã de Vladimir Kush

10 comentários:

✿ chica disse...

Muito linda essa poesia! um beijo,tudo de bom,chica

Zé Carlos disse...

Uma garota linda assim, apenas com um sorriso faz o amor florescer novamente e as flores ficarem vivas e tentadoras!!!!

Bjs do ZC

Zé Carlos disse...

Um beijo enorme menina querida, obrigado pela visita....

Bjs do ZC

americano disse...

Bom é bom sinal n gostar mt de futebol e mesmo assim gostar do meu poema obrigado bjinhos

mfc disse...

Este é um poema/carta de amor muito lindo!
Quem dera que todos amassem assim!

wcastanheira disse...

Bela postagem, profunda, rica em sentimentos poéticos envolvendo a natureza e o belo que temos para viver, admirar, pra vc bjos, bjos e bjosssssss

Livinha disse...

Que fiquem secas sem vida, mas que não se perca a essência.
O verde fala de esperança, que seja a presença amiga em toda a tua vida o que não sde perca, o que não amarele como as flores...

Lindo teu poema Chris.

Bom dia!

Bjs

Livinha

Leonardo Batista disse...

''Do principo ao FIM.'' assim sentencia o coração desabrochado.

Constantino, Guardador de Vacas disse...

Também sou um apaixonado por flores e adorei ler este poema.

Lilá(s) disse...

Um lindo e suave poema de amor!
Bjs